Home » Main » VEJA O QUE MUDA NO FINANCIAMENTO ESTUDANTIL

VEJA O QUE MUDA NO FINANCIAMENTO ESTUDANTIL

Você sabe o que é financiamento estudantil? Esta é uma das formas de ingressar na universidade recebendo suporte financeiro com juros a preço baixo. O FIES é o maior programa de financiamento estudantil do país e ele passou por algumas mudanças. Trazendo novas regras e melhores opções para os estudantes. O novo FIES pode ajudar você.

O FIES é conhecido principalmente por possuir taxas e condições de aquisição bastante acessíveis. O programa disponibiliza algumas categorias que irão depender diretamente da situação financeira e da pontuação no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) do candidato em questão.

Para se inscrever é necessário que o estudante tenha feito o Enem no ano anterior a inscrição, que tinha alcançado no mínimo 450 ponto e que tenha tirado acima de 0 na prova de redação.

Assim, ele poderá estar concorrendo a uma bolsa de financiamento pelo programa. E quem ficou pertinho de conquistar a sua bolsa será colocado na lista de espera FIES 2020.

O FIES depende de um regulamento bastante preciso para que mais e mais estudantes possam ser beneficiados com a inciativa e por isso, precisou passar por uma repaginada.

Pagamentos trimestrais

O estudante que recebe a bolsa do programa, antes precisava cumprir todo o valor do curso em parcelas mensais, só quando a formação estivesse concluída. Além disso, existe um prazo após a finalização da graduação para que o financiado possa começar a retornar os gastos no curso.

Mas o que mudou?

Já para o FIES 2020 algumas categorias de financiamento irão exigir que o estudante cumpra com pagamentos trimestrais. O valor é de até R$150. Lembrando que esta nova regra não se aplica a quem tem bolsa 100%, ou seja, quem tem direito ao financiamento integral.

Nova categoria de financiamento

Como foi dito acima, o FIES se divide em algumas categorias de financiamento para que possa beneficiar de maneira precisa todos os seus estudantes. A bolsa 100%, que você já conhece, é destinado aos estudantes de baixa renda que comprovarem a sua situação socioeconômica.

E qual é a novidade?

Antes, apenas estudantes que possuíssem renda familiar equivalente a até 2,5 salários poderiam se inscrever no programa. Com o novo FIES, mais estudantes poderão se inscrever pois foi adicionada uma outra categoria de financiamento. Esta nova possibilidade de auxílio será destinada às famílias que possuem renda mensal de até 5 salários mínimos vigentes.


Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *